RZK – Capítulo 168

Anterior

Re:Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu

Arco 4 Cap 2

Insultos e Elogios

Parte 1

– Então, Subaru, morrendo aqui, seria bastante miserável.

Ainda confuso, deitada agitando a cabeça, Subaru levantou-se e olhou em volta. Ele geralmente era bom para acordar, mas a razão pela qual ele não conseguia juntar seus pensamentos eram simplesmente porque ele não estava exatamente “dormindo”. Ele tentou se lembrar do que aconteceu antes de perder a consciência, mas a primeira coisa que lhe ocorreu foi que ele estava em uma sala muito familiar.

Subaru: Esta é a sala da mansão … não é?

Oh, Subaru, você está acordado?

Uma voz murmurou como se tentasse se certificar, então a porta se abriu e o rosto de Emília passou por ele. Seu cabelo prateado em uma trança, ela tinha uma expressão ligeiramente brilhante em seu rosto quando ela caminhou até Subaru no sofá, e se curvou, ela encontrou seu olhar. Olhando fixamente com seus olhos largos e redondos, Subaru encolheu um pouco.

Subaru: Uhm, Emilia-tan, o que aconteceu?

Emília: Assim que você entrou na mansão, ouvimos você gritar. Otto e eu ficamos realmente chocados. Então, quando corremos para ver …

Subaru: eu, estava dormindo?

Emilia: dizer que isso é um pouco enganador …… mas não é tecnicamente errado, suponho?

Emilia colocou um dedo em seus lábios e inclinou a cabeça ligeiramente para o lado. Não havia senso de urgência em sua resposta. Embarazando quando ele acabou de acordar, agora vendo-a de forma descontraída, Subaru percebeu que não havia emergência. No entanto, mesmo assim, ele não conseguiu abalar a sensação de que algo estava fora do comum. Ele estava certo de que, antes de perder a consciência, algum tipo de animal com colmilhos afiados tinha –

???: Senhorita Emília, posso ter um momento?

Houve uma batida na porta do lado de fora, seguido do som da voz de uma mulher chamando a Emília. Olhando na direção da voz, ela deu seu consentimento com um pequeno [Claro], e a porta se abriu lentamente. Olhando para a abertura da porta casualmente, Subaru não conseguiu deixar de sentir-se mistificado.

РṆo me lembro de ouvir essa voz antes.

Sua dúvida foi logo confirmada quando ele viu o que estava logo atrás da entrada.

???: Eu trouxe bebidas e toalhas de mão adicionais – Oh, eu vejo você estar acordado já

A forma da mulher sorridente imprimiu-se nos olhos de Subaru. Era uma mulher com cabelos loiros longos e quase translúcidos, as linhas de suas costas estavam em perfeita postura. Sua aparência e comportamento eram refinados em todos os aspectos, e em seus movimentos fluidos não havia um toque de movimento desnecessário. Ela estava usando a mesma roupa familiar que outros criados da Mansão Roswaal – o uniforme de empregada bonito e prático, com tanto quanto um vinco ou rugas visíveis. O prato em suas mãos segurou um jarro de água e toalhas de mão, que ela colocou suavemente no suporte no centro da sala sem tocar o som. – Se ela estivesse sendo marcada, ela teria passado com cores voadoras … isso é, apenas se você negligenciou seu físico de aparência feroz e seu sorriso diabólico.

O uniforme pode ser usado perfeitamente, mas aquele que estava usando era um pouco mais alto do que Subaru, com uma construção atlética similar à dele. Se ela fosse um ele, teria parecido saudável e forte, mas quando estava em uma mulher, tudo se destruiu instantaneamente. Além disso, o sorriso no final de seu movimento perfeitamente fluido – foi completamente arruinado pelo conjunto de presas afiadas que estavam olhando pelo canto da boca. Olhando ainda mais perto, havia algo antinatural sobre a nitidez de seu olhar, e suas pupilas verdes pareciam libertar uma luz brilhante, como uma besta carnuda e felina olhando sua presa.

Frederica: é um prazer conhecê-lo. Sou servente da casa de Margrave Roswaal L. Mathers, Frederica Baumann …

Subaru: cara assustadora- !?

Sua apresentação respeitosa foi interrompida pelas palavras excessivamente indulgentes que saíram da boca de Subaru. Ao ouvir isso, a expressão da mulher congelou, e depois de seus olhos diabólicos piscaram várias vezes – as letras começaram a se formar.

Frederica: … sniffle, sniffle …

Subaru: Wha …?

Emilia: Subaru, você está morto !!

Sem dizer uma palavra, a mulher virou o rosto e até Subaru ficou chocado. Logo depois, ele foi assaltado tanto por uma voz irritada quanto pela dolorosa sensação de ter puxado o ouvido. [Ow, ow!] Deixando um grito e virando-se para olhar, viu Emília com suas sobrancelhas gentilmente franzidas com raiva.

Emília: Isso é uma coisa terrível para dizer a uma garota! Frederica fez tanto para cuidar de você e você …

Frederica: eu – eu pedi que você possa deixar isso, senhorita Emília. Está bastante certo. Eu estava … eu era o único que estava errado depois de tudo. Fiquei tão feliz por ter sido chamado de volta à mansão, fiquei muito excitado … e esqueci que meus olhares geralmente são desagradáveis ​​para muitos …

Puxando a bainha da manga de Emília, ela – a mulher chamada Frederica estava balançando a cabeça. Com a outra mão, ela estava cobrindo a boca.

Frederica: peço desculpas por te surpreender assim. Mais do que isso, fiz algo muito impróprio há pouco tempo atrás. Eu nunca pensei que eu iria confundir Natsuki Subaru-sama por um intruso

Subaru: Intruder … .ah, espere um minuto. Acho que entendo o que aconteceu agora

Liberado do castigo de Emília por um momento, Subaru massageou sua orelha enquanto tomava suas palavras. Na verdade, ele percebeu a essência do que aconteceu. Basicamente, a figura misteriosa que ele encontrou logo depois de entrar na mansão era –

Subaru: Quando voltei para a mansão, Frederica-san pensou que eu era um intruso, e então tentei me tirar. Então, Emília-tan veio depois de mim, e aclarou o mal entendido, e isso nos leva até agora … certo?

Frederica: Isso é exatamente certo … você realmente pode processar coisas rapidamente, eu vejo

Subaru: há coisas que não consigo ler da situação, porém … não, antes disso

O acordo de Frederica confirmando seus pensamentos, Subaru então virou o olhar para Emília, que agora estava de pé atrás de Frederica, empurrando o queixo para apontar na direção de Frederica. Ele estava dolorosamente consciente do significado por trás da ação de Emília. Então Subaru levantou-se do sofá e enfrentou Frederica, disse

Subaru: Prazer em conhecê-lo, sinto muito por dizer algo tão destituído de repente. Eu sei que não posso fazer desculpas como tendo acabado de acordar, ou que estava apenas brincando e espero ser perdoado. Você pode decidir se ferva ou frite-me … embora eu fosse muito grato se não houvesse muita dor envolvida

Para dizer que ele estava agindo como um homem, era mais como Subaru mergulhou a cabeça enquanto dizia essa desculpa um tanto macia. Eles definitivamente começaram no pé errado, mas ao contrário de ela, que apenas atacaram um intruso suspeito, as palavras de Subaru eram completamente rudes. Então, assim como ele disse, se ele aclarasse sua raiva, Subaru aceitaria voluntariamente qualquer tipo de castigo. De preferência, sem dor física, e suas esperanças estavam bastante inclinadas para o abuso emocional em vez disso … Esse foi o compromisso das desculpas bastante anêmicas do homem Subaru.

Frederica: РHaha, voc̻ ̩ realmente um cara engra̤ado

Com essas palavras, seu sorriso escondido atrás da mão cobrindo a boca, Frederica explodiu tudo. Ao ponto de interrogação que flutuava acima da cabeça de Subaru, Frederica curvou-se, os cabelos translúcidos e dourados que fluíam em seu rosto.

Frederica: Eu realmente deveria ser o único a pedir desculpas. A pedido de Miss Emília, eu tenho testado você

Subaru: testes?

Nas palavras de Frederica, Subaru e Emília inclinaram a cabeça. Eles não tinham idéia do que estava falando. Seria bom se Subaru estivesse confuso, mas se ele acreditasse em suas palavras, seria estranho ver Emília mostrando o mesmo ar de confusão. Olhando para a resposta síncrona, o sorriso de Frederica se aprofundou.

 

Frederica: Embora eu tenha estado agindo de acordo com meu senso de dever de proteger a mansão, o que fiz com Subaru-sama ainda era grosseiro. Eu estava preparado, ou antes não tinha outra escolha, mas para ser aliviado da minha posição após um tal ato

Subaru: Não, acho que você saltou para essa conclusão muito cedo. Sou um cara que entenderá se falamos as coisas, certo?

Frederica: Então, Miss Emília afirmou-se sempre tão firmemente. Ela realmente tentou tão forte, pensei com certeza, mesmo que meu rosto ficasse vermelho das coisas floridas que ela estava dizendo sobre Subaru …

Subaru: Wha !?

Chocada pelo que acabara de dizer, Subaru soltou um grito estrangulado, olhando para Emília. Enquanto Emília estava de pé, tentando tanto esconder seu próprio semblante escarlate profundo.

Emilia: Fre-de-ri-ca-!

Com as mãos nos quadris, Emilia, de uma forma incomum, soltou uma voz histérica, olhando bruscamente para a criada. No final de tudo isso, Frederica retrucou calmamente

Frederica: Oh meu, tão assustador … Vejo que Miss Emilia não mudou, ainda não fofinho. Normalmente, se o que eu disse era verdade ou não, ficando vermelho e ficando nervoso teria sido a resposta mais bonita

Emilia: Eh, realmente …? Aguarde, eu não vou ficar enganado hoje. Mesmo alguém como eu, sempre ficando enganado, aprenderia a conhecer melhor! Isso mesmo, eu sei quando você está mentindo, um dos seus olhos fica preguiçoso!

Frederica: eu não tinha idéia de que fosse esse o caso. Pela senhorita Emília, você sabia que, sempre que você mente, seus ouvidos ficam um pouco mais?

Emilia: De jeito nenhum?

A expressão de vitória de Emília, um braço estendido e um dedo apontando para Frederica, foi interrompida quando ela abriu as mãos para agarrar ambos os ouvidos. Obtendo essa resposta, nesse ponto, a vitória de Frederica estava completa. Ainda animada, Emília parecia não ter percebido que ela perdeu, mas Subaru, que a observava atentamente, soltou um suspiro e encolheu os ombros.

Subaru: Parece que eu fui completamente derrotado … Meu nome é Natsuki Subaru e … eu mesmo preciso fazer uma introdução?

Frederica: Sim, é claro. Eu adoraria ouvi-lo. Comecemos de novo e conheçamos esta vez apropriadamente

Com essas palavras, Frederica tirou a mão cobrindo a boca, revelando um sorriso alinhado com presas pontiagudas. Desta vez, ao ver seu sorriso armado, todo o vento deixou os pulmões de Subaru.

Parte 2

 

Subaru: Pensando nisso, acho que eu escutei falar de você … uma empregada que desistiu um pouco antes de eu chegar aqui, certo? Cheguei à mansão há cerca de um mês … então, há três meses que você saiu?

Frederica: Isso parece estar correto. Eu renunciei à minha posição devido à razões pessoais, e ainda me lembro de quão doloroso isso foi para mim ir embora. … Mas parece que eu fui capaz de retornar muito mais cedo do que eu esperava.

Abrindo a boca com a manga de sua camisa, Frederica sorriu. Enquanto ela cobria sua boca, seus lindos cabelos dourados e seu olhar frio, e seus belos olhos se combinariam em algo, até mesmo parecido com a beleza feminina. Mas sua personalidade perniciosa e sua boca cheia de presas tendem a negar tudo recém mencionado. Na sala da Mansão de Roswaal, Subaru e Frederica acabaram de trocar algumas informações básicas além de seus nomes. Ouvindo sua auto-apresentação novamente, ele pareceu lembrar ter ouvido esse nome antes.

Subaru: Três meses atrás, então significa que você está familiarizada com a Emília-tan, certo?

Emilia: Hrmph! Isso seria correto, sim.

Subaru: Quem diz ‘Hrmph’ nos dias de hoje? Também ficar toda emburadinha assim é tão desatualizado que chega a ser fofo, afe.

Para a pergunta e o olhar de Subaru, Emilia sentou-se no sofá, evitando o contato com os olhos como se abstivesse de se juntar à conversa, embora obviamente ainda estivesse escutando atentamente. Ela estava agindo assim desde que percebeu, tarde demais, como Frederica a enganou. Mas, além disso…

Subaru: Foram apenas dois ou três dias desde que você voltou, certo? Saímos da aldeia há três dias … quatro se você contar o tempo de viagem. Parece ser uma coincidência.

Frederica: Também fiquei surpresa quando voltei para a mansão para encontrá-la vazia. Por sorte, havia uma carta explicando coisas na sala de estudo do mestre, então evitei a pior parte da confusão.

Subaru: Uma carta?

Frederica: Sim, de Ram. Ela foi quem me chamou de volta para a mansão, embora ela fosse bastante seca e fria na sua comunicação …. Eu sei que estou me queixando demais, e poderia apenas assumir isso como sua personalidade, mas é assim que eu me sinto.

Através do sorriso meio estranho de Frederica, Subaru viu o vínculo desgastado que ela e Ram deveriam ter compartilhado e todos os dias maravilhosos que passaram juntas. Ao mesmo tempo, apagada de suas memórias, seu tempo passado com Rem deve ter sido tão longo quanto.

Subaru: Você poderia me dizer por que Ram a chamou de volta?

Frederica: Eu mesma não entendo completamente a razão. Mas Srta. Emília estava aqui na época, estou certa de que ela saberia.

De repente, ambos os olhares pousaram sobre Emilia inquisitivamente. Mesmo assim, Emília continuou a manter a atitude “Eu ainda estou realmente, com muita raiva”, afastando o rosto. Mas, como ela lentamente se tornou incapaz de resistir à atenção focada nela, ela tentou roubar um rápido olhar em sua direção. Somente, acabou sendo um olhar bastante óbvio.

Subaru: Emilia-tan, se anime um pouco … ou, na verdade, não sou a única pessoa que te incomodou desta vez. Frederica, peça desculpas adequadamente, por favor?

Frederica: Peço seu perdão, senhorita Emília. O que fiz a um momento atrás não foi de bom grado e peço desculpas. Fiquei tão feliz que pudemos nos encontrar novamente depois de tanto tempo, meu lado ruim apenas escorregou.

Emilia: … Você não me provocará assim novamente?

Frederica: Não, vou abster-me de fazê-lo. Para todo o mundo, eu nunca mais provocarei Srta. Emilia dessa maneira novamente.

Subaru não conseguiu se livrar do sentimento de que a redação das desculpas de Frederica deixasse espaço para a diferentes interpretações. No entanto, nossa deusa Emília parecia acreditar nessas palavras sem um segundo pensamento, e sua expressão de boca aberta agora se relaxou em uma que parecia dizer: “Suponho há nada que eu possa fazer a respeito”.

Emilia: Entendo. Já não estou com raiva. Isso é bom o suficiente?

Frederica: Sim, sinto muito por antes, senhorita Emília. — isso foi tao facil.

De alguma forma, apenas Subaru ouviu a última parte. Ele empurrou a cabeça para olhar para Frederica, mas ela se fazia de tonta. Emília, que não tinha idéia de que ela fosse considerada “muito fácil”, colocou um dedo em sua bochecha e disse:

Emília: Então, vamos ver. A razão pela qual Frederica foi chamada de volta à mansão … umm.

Subaru: Sim, sim. Apressar-se para chamar de volta alguém que você demitiu significaria que há algum tipo de emergência … na verdade, acho que posso ter uma idéia.

Havia, de fato, uma emergência, fazia apenas alguns dias que a Mansão e a aldeia de Arlam eram alvo do Culto Da Bruxa. Considerando sua habilidade, capaz de abater Subaru inconsciente em um instante, Frederica deve ser outra criada sombria da Mansão Roswaal com algumas habilidades de combate louco. Em suma, Ram deve ter chamado ela de volta para fortalecer as defesas da mansão durante a sua ausência –

Emília: Foi porque a aptidão de Ram para o trabalho doméstico é catastrófica, e a mansão acabou em um inimaginável estado de desordem. Foram apenas alguns dias, mas continuou ficando cada vez mais difícil de viver.

Subaru: Essa é realmente uma razão muito convincente !! Ela realmente está conversando e não … espere, Ram sabe que ela não tem esperança, ela mesmo disse isso, ela mesma! Ela tem razão sobre isso pelo menos, mas então ela deveria ter feito algum esforço para melhorar! Certo!?

O peito de Subaru sentiu como se estivesse explodindo de que forma essa realidade era comparada à sua super adivinhação da situação. Emilia soltou um sorriso irônico em sua explosão, e moveu seu olhar para a sala de estar – ou melhor, para a totalidade da mansão, como se ela pudesse ver através de seus próprios muros.

Emília: Mas, desde que Frederica voltou, a mansão realmente se tornou bastante arrumada. Eu acho que Ram tomou a decisão certa ao deixar isso para alguém capaz, em vez de piorar as coisas, ignorando isso.

Subaru: Emilia-tan, eu não acho que você quis dizer isso, mas essa declaração é como uma bofetada no rosto! E, bem, eu ainda não acho que seja uma boa razão para ela desistir tão facilmente.

Frederica: Colocando a avaliação de Ram de lado para o momento, faz tanto tempo que tenho tido a oportunidade de fazer algum trabalho realmente valioso. Felizmente, já que ninguém estava por perto, pude usar o tempo para limpar ainda mais a mansão.

Ouvindo Frederica falar de como ela diligentemente ter cuidado da casa, Subaru prendeu a respiração, incapaz de ignorar a dor que arruinava em seu coração. Para isso, as forças do mundo compensaram a erradicação da existência de Rem pela Autoridade de “Gula”.

Subaru: Acho que desde que Ram não pode executar a manutenção da mansão sozinha, a solução óbvia era confiar em outra pessoa …

Então Ram contatou Frederica, que se demitiu, pedindo que ela voltasse para a mansão. Sem Rem, a propriedade de Roswaal não podia continuar a funcionar, e assim, a substituição de Rem, Frederica, havia chegado. No entanto, o único no mundo que conhece essa triste verdade é Subaru. Ram só tinha feito de acordo com a necessidade exigida, sem parar um segundo para pensar por que ela precisava da ajuda de Frederica de repente, ou apenas se perguntar como ela conseguiu cuidar da propriedade até então. Isso foi tudo.

Mas,

Subaru: Desculpe por ser sério de repente, mas … é um requisito para todas as criadas da Mansão de Roswaal serem tão peculiares?

Frederica: ……? Considerando quem é nosso mestre, qual é o ponto de fazer essa pergunta?

Subaru: Isso realmente faz sentido…

Neste ponto, todas as dúvidas de Subaru foram respondidas. Ao ver sua resposta, Frederica balançou a cabeça com satisfação, e retomando sua postura perfeita, olhou fixamente para Subaru. Então, casualmente, disse com uma voz baixa.

Frederica: Por sinal, o motorista da carruagem do dragão fora da mansão foi deixado lá por mais de uma hora agora … está tudo bem?

Subaru: Hmmm? Oh, você quer dizer, o Otto? Nossa, já se passou uma hora … Bom, eu não acho que seja um grande problema. Eu quero me apressar e deixar Patrasche descansar no estábulo, mas você não precisa prestar atenção a esse caraa Otto demais …

Otto: Para um companheiro que compartilhou uma experiência de quase morte juntos, isso é realmente muito cruel, Natsuki-san! Nunca pensei que eu era menor em prioridade do que um dragão terrestre!

Certo, Otto abriu dramaticamente as portas para a sala de estar. Seus ombros encurvados com raiva, ele estava olhando para Subaru enquanto respirava desaprovadoramente pelas narinas. À sua entrada, Subaru levantou-se lentamente, sacudiu a cabeça e suspirou.

Subaru: Não, Otto, você está enganado.

Otto: Como estou enganado? É tarde demais para retirar suas palavras de um momento atrás …

Subaru: Não é que você seja mais baixo em prioridade do que um dragão terrestre. É que você é muito, muito menor em prioridade do que um dragão terrestre.

Otto: Isso é duas vezes mais! Ainda pior!

Contente com a resposta de Otto e seus chutes de fúria, Subaru virou o olhar para a janela. Ou seja, em direção ao pátio da frente onde a carruagem do dragão puxada por Patrasche estava estacionada. Otto seguiu seu olhar, e parecia entender seu significado. Com um rosto ainda amargo, ele falou:

Otto: Já coloquei Patrasche nos estábulos. Ela é uma criança orgulhosa e difícil, mas ela não queria causar Natsuki-san qualquer problema, então ela foi bastante dócil.

Subaru: Ouvindo isso de você, isso me faz duvidar da sua Divina Proteção de “Sussurro de animais”. Se fosse mulher, Patrasche teria sido uma kuudere total, apesar de ser macia por dentro. Quando essa mudança aconteceu?

Otto: Como eu saberia esse tipo de coisa. Mais importante……

[Kuudere: Ele é usado para descrever personagens que sempre permanecem calmos e compostos. Embora eles atuem sério no exterior, muitas vezes eles têm um senso de humor muito seco e sarcástico. Eles tendem a ter um amor profundo por alguém (seja romântico ou não), mas têm medo de mostrar com muita frequência porque o vêem como uma fraqueza, seja por quem são ou por causa da situação em que se encontram. Na maioria das vezes, Eles saem como sem emoção, agindo muito frio, franco e cínico. Ex: Rei Ayanami, anime Neon Genesis evangelion, kuudere não e a mesma coisa que tsundere, tsun Ex: Kirino Kousaka, anime Oreimo]

Como Subaru ainda estava lutando para entender exatamente o que fez Patrasche tão devotado a ele, Otto moveu a conversa para o outro assunto em relação à carruagem do dragão, isto é …

Otto: O que deve ser feito sobre a garota dormindo na carruagem? Acho que é bastante lamentável deixá-la fechada lá dentro. Se você estiver ocupado, eu poderia levá-la para um quarto …

Subaru: -Não se atreva a tocar um dedo na Rem.

Não havia uma pitada de maldade na proposta de Otto. Mas sua própria voz estava gelada … O próprio Subaru ficou surpreso com a nitidez e frieza, quando viu Otto se encolher. Era quase um sussurro, as palavras eram baixas e escuras, um reflexo do peso viscoso de sua mente. Era bom que isso não chegasse aos ouvidos das meninas, mas ainda assim, Subaru estava profundamente perturbado pela anormalidade do som que escapara de sua garganta.

Parte 3

 

Subaru: … Eu vou trazê-la, então você não precisa fazer nada. Se você tivesse que carregar nos braços uma menina de qualquer forma suas costas não aguentariam.

Otto: Sabe, comerciantes estão sempre manipulando mercadorias mais pesadas durante o trabalho. Nós não somos tão fracos como você parece pensar, Natsuki-san.

Subaru tentou encobrir sua última declaração com um gracejo e estava grato pela resposta conciliadora do Otto, que veio depois de um momento de hesitação. Ele soltou um suspiro. Aconteça seja o que for, a reação dele foi muito radical. Embora não fosse intencional — ou melhor, foi precisamente porque não foi intencional, que era um problema. Seus nervos tinham estado agitados demais e quem tentasse interferir com a Rem, independentemente de suas intenções, parecia-lhe ser um inimigo.

 

Subaru: Isto não é uma boa coisa… Caramba, sinto-me tão miserável. Por que sou sempre… tão…

Era suposto que ele já tivesse superado isso, no entanto, aqui ele estava imediatamente tropeçando na primeira pedra com a qual se deparava. Por que ele nunca tem a força para constantemente permanecer em bons termos?

Se Rem estivesse aqui, se Emília estivesse auxiliando-o — se ambas estivessem aqui agora com ele, certamente ele teria essa força inabalável.

 

Subaru: Eu trouxe esse desastre sobre mim mesmo… Não, eu forcei Rem a pagar esse preço. Que belo mau carácter que tenho!

Devia haver uma maneira melhor, mais perfeita. Ele tinha acreditado que ele fez seu extremo, até o final do ciclo há vários dias acreditava profundamente isso. Mas deveria ter havido um resultado ainda melhor, mais perfeito, perfeito para todas as situações. Mas Subaru tinha perdido sua chance de encontrá-lo, na sua complacência, na sua covardia, ele comprometeu-se em receber um futuro imperfeito. E o sacrifício de Rem foi o preço.

Se ele tivesse sido mais competente, ele teria notado isso. Antes haverem saído todos da mansão, a carta escrita à mão que ele tinha dado ao mensageiro de Crusch já tinha ficado em branco. Ele tinha pensado que um Seguidor da Bruxa que acompanhava o mensageiro tinha mudado a carta em um estratagema para semear confusão, mas isso é ridículo. Havia nenhuma hipótese de que os Seguidores da Bruxa poderiam ter estado consciente de sua ameaça [da carta], e como poderia ele ter acreditado que Os Seguidores da Bruxa usariam uma forma tão imprevisível para plantar sementes de desconfiança entre as duas forças? Mais do que isso, se eles empenharam tamanho esforço para realizar este trabalho, em comparação com uma carta em branco, não seria mais eficaz alterar o conteúdo da carta?

Então por quê, por quê estava a carta cuja ele mesmo escreveu à mão, em branco? Se não fosse o trabalho do culto bruxo, então só pode haver uma resposta.

Subaru: Rem escreveu a carta. Fui eu quem pediu para ser entregue e Crusch foi quem deu ao Mensageiro, então a realidade sendo entregue permaneceu, e apenas o conteúdo fora apagado.

Ou seja, a autoridade da “Gula” e o destino daqueles cujo nome e memórias foram comidas. Uma existência apagada do mundo, deixando apenas uma teia complexa de incongruências por trás. Se você não estava consciente disso, você nunca sentiria o mal-estar, nem sequer saberia que nada lhe faltava.

Se fosse esse o caso, para quem ou para quê, teria sido o propósito de cuja existência, quem havia sido essa pessoa esquecida…?

Olhando mais profundamente para o fato de que a carta estava em branco, devidamente investigando, investigando a verdade, talvez ele poderia ter feito isso. O que Emília havia digo aquele momento, pensando bem nisso, a carta chegou na noite antes do dia final. Naquele momento, o conteúdo da carta já tinha desaparecido e, em seguida, Rem teria sido atacada antes desse tempo. Se assim foi, então dificilmente qualquer tempo tinha passado desde Subaru e Rem haverem se separado. As chances de ser capaz de apanhar o culpírito eram minúsculas, mas pelo menos houve uma chance.

Apenas, se Subaru não tivesse deixado escapar essa oportunidade. O por que dele haver deixado essa chance escapar por dentre seus dedos, ele já não era capaz de dizer. Ele realmente não tinha sentido que nada estava fora do lugar? Ram, com seu complexo de irmã, Emília, que estava ciente que Rem estava com ele na Capital, no entanto, eles totalmente não tinham mencionado Rem, então por que —

 

Subaru: — Ah. Ele finalmente percebeu isso.

Naquele momento, Subaru soltou um grito de idiotice e trouxe a mão na testa. Com movimentos vacilantes ele deslizou ao longo da parede e esmurrou a cabeça dele com tal fora cuja lhe fora possível. Choque e dor. Mas foi o suficiente, uma vez, outra vez, novamente e novamente ele repetiu.

 

Emília: O qu?, Subaru!?.

Em sua ação inexplicável, os três com ele ficaram chocados em mudez. Mas Emília foi a primeira a retornar aos seus sentidos e chamou-lhe aterrorizada. Ela agarrou o seu ombro por trás, fazendo-o encará-la.

 

Emília: O que te aconteceu de repente? Não é como se esta tivesse sido a primeira vez que fizeste algo do gênero, mas isto é… Oh —, olhe sua testa ficou toda vermelha!.

Subaru: A extensão da minha estupidez, do fundo do meu coração, eu estou impressionado, realmente.

Sentindo o frescor das pontas dos dedos de Emília na testa, Subaru embora balançava a cabeça como em um transe com desgosto com si mesmo. Como ele disse, ele não podia suportar encarar sua própria tolice. Então, de repente acercando-se ao lado da Emília, Subaru fixou seu olhar encontrado os dela própria.

Subaru: Emília-tan, eu tenho um favor a pedir.

Emília: O-q, Qu —? Espere, Subaru, seu rosto está perto demais, e seus olhos estão a me assustar…

Subaru: Minha incurável idiotice… me pergunto, se, por favor, você se importaria em me insultar um pouco?.

Emília: Ahn! Como é que é?

Assustado, Emília cresceu os olhos arregalada. Vendo rejeição na sua resposta, Subaru, estendeu ambas as mãos sobre os ombros dela, segurando-a firmemente impedindo-a de fugir e trouxe seu rosto ainda mais perto.

 

Subaru: Por favor. Não se desculpe pra mim, só me insulte.

Emília: Ma-mas iss, uhn, não posso fazer isso. Não acho que você tenha feito algo errado ou algo similar…

Subaru: Encontre uma razão para fazê-lo!!

Emília: Mesmo que me diga para fazê-lo…

Subaru: Por favor! Se você fizer isso por mim, eu vou oferecer você minha alma…

Emília: Colocando-me em tal posição e responsabilidade só me está fazendo mais desconfortável! Nossa, okay okay, acho que não tenho escolha.

Emília hesitou dolorosamente contra esse desesperado e perverso apelo de Subaru, mas finalmente ela acenou com a cabeça como se afastando esses pensamentos. Ela limpou a garganta e olhou para Subaru.

 

Emília: Subaru seu tapado!.

Subaru: Uuu —.

Emília: Seu pervertido, hiperativo, teimoso, egoísta, patife, que não sabe quando desistir, ficando excessivamente arrogante seu cretino!.

Subaru: Gu… Gu… Gul….

Emília: Ninguém te pediu, no entanto, você só se preocupar com outras pessoas e não sabe o seu limite. Você é um molenga que suporta uma meio-elfo que é odiada por todos. Quando eu estou repreendida e deprimida, você toma o meu lugar e comporta-se imprudentemente, sendo abusado e fazendo coisas precipitadas.

Subaru: gu… Eh?.

Emília: Você ouve mas não responde corretamente, um covarde que flerta e depois foge. Um tolo que vem para ajudar qualquer um em apuros, mesmo depois que de vocês terem tido uma briga grave. Quando as coisas não estão se saindo bem, quando você quer algo, você sempre diz a coisa certa e se expressa bem, é tão injusto. Então, quando tudo acaba, e todo mundo está correndo ao redor para cuidar as pontas soltas, você vai dormir sozinho e vai relaxar. Subaru, seu mongo!.

Subaru: “Seu mongo”, agora aí está uma palavra que não se ouve ultimamente… Você sabe, certo? Emília-tan?

Ele estava esperando uma repreensão, mas o abuso que ele recebeu foi longe disso. As palavras não arranharam seu coração e deixaram cicatrizes feias, em vez disso eram profundas e gentis e deixaram invés, marcas dele no coração de Emília, similares às que ela havia deixado nas dele. Ao chamado de Subaru, Emília manteve seu olhar fixado nele, franzindo os lábios.

 

Emília: Quê foi?.

Subaru: Como posso dizer isso… é isso o que a Emília-tan realmente sente por mim?

Emília: Eu sei, é como se todos os meus sentimentos voaram para fora de minha boca desenfreadamente. Então eu fui meio levada pelo impulso e depois de um tempo não sabia o que estava dizendo. … Subaru, você acha que esses são meus verdadeiros sentimentos?

Subaru: Eu mesmo gostaria de saber. Quando te pego de surpresa como recém o fiz, me pergunto se são seus verdadeiros sentimentos… Não sei se poderia dizer com certeza

Pelo menos, Subaru tinha experiência de arrepender-se de coisas que ele disse no calor do momento. Foram aqueles sentimentos trancados ao longo do tempo que, querendo escapar finalmente escaparam ao coração dela, ou só as emoções impensadas de um momento de repente deixaram-se escapar? Ele pensou que ninguém jamais poderia responder a essa pergunta.

 

Subaru: Obrigado, Emília-tan.

Emília: Tudo o que fiz foi mau dizer coisas sobre você. Para recebê-lo com agradecimento por tal coisa… Subaru, você realmente é anormal não é?.

Subaru: ‘Anormal’, contudo somente, exclusiva e inteiramente para Emília-tan. Se eu ouvir isso de você, então não importa se é insulto, abuso ou um poema de segurança de tráfego, ele agitará ao auge meu sentido de prazer.

Emília: A última parte acho que eu não entendi, mas parece como algo que reeeeeealmente eu não precise saber então eu vou esquecer de tê-lo ouvido — então, está satisfeito agora?.

Ela tentou responder enquanto suprimia uma risada, mas no final, os olhos dela pareciam tingidos com tristeza. Era sua expressão crua e nítida, ela mostrava-a algumas vezes e fora por isso que ele não podia deixá-la ser injusta. Em resposta ao seu gesto, Subaru sorriu, até mesmo um largo sorriso que exuberava todos os seus dentes.

Subaru: Sim, estou bem agora. Na verdade, acho que ainda não 100%. Mas, se eu ganhar um beijo da Emília-tan para quebrar a maldição sobreposta em mim, devo ser capaz de encontrar a coragem de que eu preciso, se apenas o considerasse…

Emília: Que pena, porque o escritório de solicitações tem fechado para o resto do dia.

Subaru: Droga! Eu estraguei tudo! Por que sempre estou… tarde demais… ah!.

Como se cheio de remorsos, Subaru caiu aos pedaços. Vendo isso, Emília soltou um sorriso irônico. Depois de passar algum tempo olhando miserável, Subaru finalmente levantou-se e olhou ao redor da sala.

 

Subaru: Dito isto, infelizmente há alguns negócios dos quais preciso cuidar. Eu me sinto mal por deixá-los, especialmente Emília-tan, mas preciso de um pouco de tempo. Eu não acho que vai demorar muito, mas… que cara se supõe que seja essa, Otto?.

Otto: Sinto-me como se devesse cobrar por reparações à minha sanidade após testemunhar aquela cena tão sem sentido, mas vou deixar as negociações sobre preços para mais tarde… O que estavas à fazer!?

Otto, esquecido até este momento, ou deveria dizer, ignorado até o presente momento, expressou seu descontentamento, ao qual Subaru cruzou os braços e sacudiu sua cabeça em contemplação. Vindo à pensar sobre isso, Otto não sabia sobre a última residente nesta mansão, com que ele ainda tinha de se familiarizar. Se for esse o caso, para dizer à Otto onde ele estava planejando ir em seguida, quais palavras seriam adequadas para descrevê-la. Depois de parecer ter experienciado um drama sobre o problema por apenas um instante, Subaru desarmou seus braços e disse:

Subaru: Bem, eu vou encontrar uma garota-loli com cachos em espiral, mocada em um quarto que cheira a mofo.

Com isso, ele abandonou completamente qualquer responsabilidade para explicar a situação à Otto e o deixou ao seu estado de confusão.

>> Próximo >>

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: